Como funciona a contabilização de horas extras Interjornada

Entre 2 (duas) jornadas de trabalho haverá um período mínimo de 11 (onze) horas consecutivas para descanso. O intervalo interjornadas começa a ser contado no momento em que o trabalhador deixa de prestar serviços e se encerra quando volta ao seu posto.

Vamos ver exemplos imaginando a seguinte jornada com 1 hora de intervalo diariamente:

Nesse caso, o funcionário tem um descanso de 15 horas entre uma jornada e outra, respeitando as leis. 

Em 4 dias de trabalho normais, em que esses horários deveriam ser respeitados temos:

1 - Teve o dia de trabalho mais tarde do que o planejado, mas com 8 horas trabalhadas, sendo assim, nenhuma hora devida ou extra

2 - Das 22h até as 7h, teve apenas 9 horas de intervalo interjornada, gerando 2 horas extras interjornada

3 - Das 16h até as 13h, teve 21 horas de intervalo interjornada, mas como trabalho apenas 7 horas, gerou 1 hora devida

4 - Das 21h até as 7h, teve apenas 10 horas de intervalo interjornada, gerando 1 hora extra interjornada. Como teve 10 horas trabalhadas, acumulou mais 2 horas extras, totalizando 3 horas extras no dia


Essa Informação foi Útil?


Powered by HelpDocs (opens in a new tab)

Powered by HelpDocs (opens in a new tab)